terça-feira, 5 de outubro de 2010

Há! Surtar faz bem...


            Não da para pensar nesse todo sem me obrigar a ser inteira, não da pra tentar viver inteira se eu vivo vazia. E essa hora do juízo que não chega? As coisas se acertam na medida em que você toma consciência de que pode ser feliz com o que não possui... Viver o todo pela metade... Tenho asas e não sei voar, tenho medo e não sei gritar, falo antes de pensar, tenho uma boa voz e não sei cantar, ouço mas não sei escutar, tenho um coração e não sei amar...
          Há! Eu quero mais é me deixar cair, me deixar levar por essa forma de vida atrevida, que me rodopia, me joga e baila comigo, sem tempo pra pensar no que vem depois... E essa história de regras? Deixa pra depois...
         Todo mundo espera que eu faça o que é certo, o que é certo para eles será para mim também?
         Duvido do meio termo e sou ironicamente a figurinha colorida que remata a revistinha-das-coisas-pela-metade. Sou uma incongruência ambulante, correndo louca pela rua do absurdo, de mãos dadas com a incoerência, em busca de mais uma contradição...
         Eu quero tudo inteiro, basta de retalhos, eu já sou metade, e vivo variante, procurando montar esse quebra-cabeça de milhões de peças, embaralhadas e perdidas.

Há! Vou voar em bexigas de ar, chegar ao céu e saltar....

   

                                                                                                                                   [Poliana Fonteles]

32 comentários:

  1. A vida é escandalosa, e se derrama pelas bordas quando transborda. A vida também é poesia na ponta de teus dedos, de tua mente e no mais recôndito de tua alma transbordante. Menina, vc acende. E ascende!

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  2. Ou ela toca no fundo.
    Ou não toca em nada.


    Te abraço com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Pensamentos a mil, nem precisa mais palavras.
    Estão todas aqui, aguçando os sentidos , todos.
    surtando afetos .
    deixo abraços

    Obrigada pelo elogio, venho dedicando nas boas escolhas.Seu blog é lindo , vou ficar apreciando.

    ResponderExcluir
  4. muito obrigada pela força e pelo carinho!
    muito obrigada mesmo, de coração!
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Peguei um trecho deste teu lindo surto e misturei com minhas maravilhas!

    Bjs "bondianos"!

    ResponderExcluir
  6. Que delicia seu canto... Amei o texto... e nada a meia bomba vale a pena nénão? Se não for por inteiro então fica com a metade e faça bom aproveito....Lindo texto...Obrigada pela visita estou aqui retribuindo e ficando de vez...ja virei seguidora e voltarei sempre...Bjitos no seu coração.

    ResponderExcluir
  7. Gostei Poly!!!
    Quando li sua postagem percebi que numa boa parte do tempo somos pessoas pela metade... vivemos pela metade porque temos medo de ser, viver e se entregar por inteira a algo... temos medo de sofrer se tentarmos...

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Bom dia , menina Bonita !!!


    Surtar é bom e necessário de vez em quando ...



    BjO Grande com muito Carinho Meu . :)

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do que li aqui!
    Acho que você é inteira, metade boa, metade excelente :-)

    Vou ficar por aqui em ...sussurro.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. è deixar a vida flutuar, sem pensar

    ResponderExcluir
  11. É ótimo, acabo de surtar e agora pulo e vôo. Voltei outra. Belo texto*

    Beijos e muito carinho.

    "Retratos


    serei eu

    (desenhada, naif, acadêmica

    pontilhada, caricaturada)

    alma roubada

    aprisionada em

    tão díspares celas?


    sendo eu, já outra

    sendo outras, ainda sou

    serei eu?"

    Dalila Teles Veras

    Renata

    ResponderExcluir
  12. Está gostando de *E se fosse verdade?* Eu o li e fiz a resenha do filme nas sétimas artes. Se quiser ler, fique à vontade. Conhecendo-nos, quem sabe ficamos amigas.
    Beijos linda

    ResponderExcluir
  13. Para segui-la, preciso deixar de seguir outrem. Só para deixar claro que é não mesquinhez:))

    ResponderExcluir
  14. Um SUSSURRO...
    Um respiro...
    Assim é te ler,Poliana.

    Quero carona nesse teu voo,viu?
    Quero um salto bem alto assim...

    Linda! Você emociona a gente...

    Beijo..beijo..beijooooo!

    ResponderExcluir
  15. Reconstroe-se...demolir-se as vezes é um ato de coragem...vai em busca de suas outras metades sim, faz-se inteira. " A vida só é possivel se reinventada" ( lispector).

    Bjo meu .

    Erikah

    ResponderExcluir
  16. Oiê, Linda! concordo com vc tanto quanto ao livro, quanto ao filme. Mas sempre se consegue tirar o Belo, por tanto amar. Vou disponibilizar no lay, a postagem pra ti. Virá com várias, não se asuste. E vou te seguir como posso, segue-me também. Precisamos uns dos outros.
    Beijos e muito carinho.

    Que pode uma criatura senão,
    entre outras criaturas, amar?
    amar e esquecer,
    amar e malamar,
    amar, desamar, amar?
    sempre, e até de olhos vidrados, amar?

    Carlos D. de Andrade

    Renata

    ResponderExcluir
  17. "Há! Vou voar em bexigas de ar, chegar ao céu e saltar...."

    Gostaria de voar, mas não sei se depois de chegar no alto queira saltar....

    ResponderExcluir
  18. Como eh bom te ler... as palavras que ah em ti e que se externam.. ah, como e hbom te ler...

    ResponderExcluir
  19. Obrigada moça, pela visita. Seu cantinho é muito lindo. Seguindo-a

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Minha querida, que surpresa ter uma leitora do Ceará! Estive aí na cidade de Brejo Santo em 2001. Será um prazer recebe-la mais vezes. Lembrando da terrinha, gostaria de te enviar um cordel que fiz em 1986. Meu nome é Antônio Lìdio Gomes, e é um prazer conhece-la.
    Beijos em teu coração, abraços.

    ResponderExcluir
  22. Menina, amei seu blog! Te sigo com prazer!!!
    Se puder, passa no meu?
    http://ameninaqueroubavaasimesma.blogspot.com
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Priscila Vasconcelos8 de outubro de 2010 16:33

    A minha escritora favoritaa...
    "Eu quero tudo inteiro, basta de retalhos"
    Parabens Amiga

    Te Amooo...
    bjuh!

    ResponderExcluir
  24. Olha, hoje eu peço perdão do fundo do coração, mas só vim mesmo avisar que como o meu blog http://lenjob.blogspot.com está completando CINCO ANOS eu postei lá DEZ POEMAS novinhos de presente e aguardo sua visita prometendo voltar aqui para degustar do seu.

    João Lenjob.

    Rosas Vermelhas
    João Lenjob

    Foi a alegria que tanto me deu
    E das juras que fizemos porém
    Das rosas vermelhas que eu lhe dei
    Num buquê as promessa tão cheias de amor
    Do presente o sorriso sincero tão bom
    Da alegria que me ensinou a viver
    E da vida que só eu pude dar.

    Da pureza do encanto que sentimos
    A inocente ternura que nos rodeava
    nos mais nobres momentos que soubemos estar
    Viver.

    Nas rosas vermelhas da vida
    O amor nunca fora escondido
    Um segredo vale tanto
    O brinquedo em encanto de nunca perdido
    Viver, você
    Perpetuamente num jardim de rosas vermelhas.

    ResponderExcluir
  25. ninguém quer viver pela metade, o mais queremos nessa vida é a vida como um todo, e buscamos a perfeição...sem saber que o perfeito já está na nossa frente...
    adorei as belas palavras aqui escritas, sempre voltarei por aqui
    beijos

    ResponderExcluir
  26. Oi,Poli!Nossa que texto lindo, nossa me li nesse texto, muito parecido comigo, com as coisas que penso e acredito, a incongruência e a iincostância fazem parte de nós.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Muitos surtos geram frutos. E esses frutos são as mudanças das quais precisamos ás vezes.
    Adorei o texto!
    Beijos, minha flor!

    ResponderExcluir
  28. Acredito também ter asas,mas também não sei voar...
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Passando pra te desejar um
    Dia Cheio de Sorrisos , menina bonita !


    BjO Grandeeeee .......... :)

    ResponderExcluir

É PRECISO PRAFORIZAR-SE...